Fernanda Brum

fernanda-brumDona de uma bela voz grave – timbre pouco explorado no mercado gospel, Fernanda Brum se entrega a cada interpretação com liberdade. Exprimindo sentimentos, emoções, e imprimindo personalidade. Ela deixa aflorar o que está em seu coração, inspirada por experiências do dia-a-dia. Simples, assim. Sem esforço algum, mas com muito carisma e simpatia.

Nos anos 90, quando Fernanda Brum despontou na música gospel, foi uma das grandes surpresas que ocorrem de tempos em tempos no mercado musical. Fernanda consegue passear pela adoração, blues e pop, sem decepcionar em nenhum momento. Com uma forte tendência romântica que se impõe ao longo de sua música, rotulá-la desse ou daquele estilo seria apenas uma forma inadequada de descrever sua capacidade de expressão em qualquer linha melódica, o que lhe confere uma versatilidade incomum para alguém tão jovem e com tão pouco tempo de carreira. ”Eu sou o que vivo, e o momento faz o meu estilo. Não busco uma tendência musical, um estilo ou o que está na moda. Cada faixa de um CD é uma parte de mim, é como um filho, eu assino o meu nome; sou eu”, afirma Fernanda.

Aos cinco anos de idade, Fernanda Brum já cantava. Enquanto seu pai ensaiava o coral da igreja, a pequenina atentamente assistia a tudo e tentava fazer igual. Por volta dos 16 anos, após um período longe da igreja, do meio cristão e de ter trabalhado como modelo, Fernanda Brum finalmente encontrou sua vocação. Durante um show gospel, voltou para Jesus e começou a colocar em prática o chamado de Deus para sua vida. Em 1992, foi lançado seu primeiro trabalho, FELIZ DE VEZ, por outra gravadora. Foi através deste trabalho que a cantora foi contratada pela MK e se tornou, logo no CD seguinte, conhecida nacionalmente. “Meu começo foi sobrenatural como tudo o mais na minha vida. Mas o mais sobrenatural para mim até hoje foi a cruz, o sacrifício de Jesus na cruz do calvário”

Confira o hino “Cura-me” e seja abençoado.

Anúncios